Boa tarde!
Guajará Mirim, RO
terça-feira, 22 de agosto de 2017 14:32:16
Notícias

PCC planejava matar dois agentes penitenciários federais em Porto Velho


Terça-feira, 1 de agosto de 2017 16:08:58


Memorando do Depen (Departamento Penitenciário Nacional), órgão do Ministério da Justiça, revela que o PCC havia determinado a morte de oito servidores do sistema penitenciário federal até última sexta-feira (30).

Seriam dois assassinatos para cada penitenciária federal: Porto Velho (RO), Mossoró (RN), Campo Grande (MS) e Catanduvas (PR).  Reportagem de Flávio Costa, no UOL, narra detalhes da triste situação que se encontram os agentes penitenciários federais que atuam nas quatro unidades do país e mostra que pelo menos três servidores já foram assassinados.

O agente Alex Belarmino Almeida Santos, 36, passava por um quebra-­molas de uma rua de Cascavel (PR), quando um homem armado se aproximou dele e disparou vários tiros. Ele foi atingido 18 vezes. Após o assassinato de Alex Belarmino, outro dois servidores foram mortos em ações do PCC: Em 12 de abril, o agente Henry Charles Gama Filho foi morto a tiros em um bar em Mossoró (RN), cidade onde se localiza um presídio federal. Em 25 de maio, Melissa Almeida, psicóloga do presídio federal de Catanduvas (PR), foi morta com dois tiros de fuzil na cabeça em frente a seu condomínio residencial, em Cascavel (PR).

“O crime foi cometido em razão da função pública que ela [Melissa] exercia”, disse o delegado federal Marco Smith ao site CGN. Ele comanda a investigação sobre o caso.

Este último assassinato elevou o nível de alerta para todos os presídios federais. A reportagem de Flávio Costa apurou que os agentes receberam a recomendação de redobrar os cuidados de segurança quando estiverem fora de serviço.

A investigação da Polícia Federal já concluiu que Alex Belarmino foi morto por membros do PCC. Pelo menos sete pessoas respondem a uma ação penal que tramita na 4ª Vara Federal de Catanduvas (PR).

Investigações sobre as outras duas mortes apontam para ação da organização criminosa. Em outro texto, também publicado no UOL, Flávio Costa revela que a morte de Melissa Almeida foi cuidadosamente planejada, com direito a monitoramento, emboscada e tiros no rosto. Ela não andava armada, era mãe de um bebê de apenas 10 meses e os presos a respeitavam. De acordo com a polícia, o objetivo é desestabilizar e intimidar o Estado.

 

Fonte: UOL


Essa Notícia foi Visualizada 104 vezes

Vídeos

Mais Notícias
Terça-feira, 22 de agosto de 2017 09:20:18
Policial militar é baleado em tentativa de assalto
Terça-feira, 22 de agosto de 2017 09:10:03
Mulher é morta a tiros em frente a templo evangélico
Segunda-feira, 21 de agosto de 2017 19:35:24
Projeto de Lei autoriza imprensa exibir imagens de presos
Domingo, 20 de agosto de 2017 21:14:05
Dois homens são mortos em bar de Ji-Paraná
Domingo, 20 de agosto de 2017 20:42:53
Paraquedas não funciona e paraquedista morre na queda
Sexta-feira, 18 de agosto de 2017 06:22:49
OAB e oposição cobram impeachment contra Temer na Câmara
Sexta-feira, 18 de agosto de 2017 06:17:29
NOTA DE ESCLARECIMENTO - Rondoncap
Ver Lista Completa