Boa noite!
Guajará Mirim, RO
sexta-feira, 14 de dezembro de 2018 20:09:37
Notícias

APATE: MP-RO deflagra a operação para combate a organização criminosa em cursos de pós-graduação


Terça-feira, 7 de novembro de 2017 10:26:25


Entre as empresas investigadas estão: o Centro Integrado de Pesquisa de Rondônia (Ciperon) e Norte Educacional, ambas no município de Nova Mamoré.

O Ministério Público do Estado de Rondônia deflagrou nesta manhã de terça-feira, 07 de novembro, a Operação Apate, resultado de investigações conduzidas pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado, em conjunto com a Promotoria de Justiça de Guajará-Mirim, que revelaram a existência de uma organização criminosa voltada ao oferecimento de cursos de graduação e pós-graduação sem a devida autorização do MEC.

A organização criminosa desmantelada pela atuação do Ministério Público, voltada à prestação de serviços de caráter educacional, ludibriou inúmeros alunos ao dar aparência de regularidade aos cursos ofertados, obtendo vantagem patrimonial com as fraudes praticadas.

O esquema consistia, basicamente, na oferta de cursos de graduação e pós-graduação que, quando concluídos, davam aos alunos diplomas ideologicamente falsos, adquiridos ilegalmente de diversas instituições de ensino sediadas em variados estados da federação.

A organização estava instalada em pelo menos 17 localidades, das quais 14 estão localizadas em Rondônia. Segundo estimativas, a entidade educacional ligada à organização criminosa tem atualmente cerca de 1300 alunos matriculados, além do número não apurado de vítimas atingidas que já receberam os falsos diplomas.

O cenário trazido à colação pelo Ministério Público desnuda a prática de crimes de organização criminosa, crimes de estelionato, crimes de falsidade ideológica, crimes contra as relações de consumo e, até mesmo, possível prática de lavagem de dinheiro.

No total, com a parceria da Polícia Civil, estão sendo cumpridos simultaneamente, 33 mandados de busca e apreensão, 23 conduções coercitivas, em 14 localidades espalhadas pelo Estado de Rondônia. Além destas cautelares, o Poder Judiciário também decretou contra os investigados a indisponibilidade de bens, obrigação de entrega de passaportes e proibição de se ausentarem do país.

O nome da operação vem da mitologia grega, sendo Apate um espírito feminino que personifica o engano, o dolo e a fraude, em alusão aos crimes cometidos pela organização criminosa.

 

Fonte: Ascom MPRO


Essa Notícia foi Visualizada 378 vezes

Vídeos

Mais Notícias
Sexta-feira, 14 de dezembro de 2018 17:21:33
Casal e filha morrem em colisão entre Siena e carreta na BR-364
Sexta-feira, 14 de dezembro de 2018 09:46:36
JOVEM É PRESO POR TRÁFICO DE ENTORPECENTES
Quinta-feira, 13 de dezembro de 2018 17:53:01
Criminoso perigoso está sendo procurado pela Polícia
Quarta-feira, 12 de dezembro de 2018 17:56:49
CONFIRA OS PRÊMIOS DO PRÓXIMO SORTEIO DO RONDONCAP
Quarta-feira, 12 de dezembro de 2018 17:44:19
Tiroteio em escola durante tentativa de roubo de arma de vigilante
Terça-feira, 11 de dezembro de 2018 22:09:59
CAIU: Denarc prende DJ suspeito de tráfico de drogas
Terça-feira, 11 de dezembro de 2018 22:00:16
ALÍVIO: Enchente histórica não repetirá em 2018, informa Sipam
Ver Lista Completa