Boa noite!
Guajará Mirim, RO
terça-feira, 21 de novembro de 2017 21:33:25
Notícias

SEMTAS PROMOVE SEMANA DE COMBATE AO ABUSO E À EXPLORAÇÃO SEXUAL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES.


Terça-feira, 16 de maio de 2017 05:51:57


Com o objetivo de mobilizar a sociedade brasileira e convocá-la para o engajamento contra a violação dos direitos sexuais de crianças e adolescentes, 18 de maio foi estabelecido como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

Em Guajará-Mirim, abertura foi hoje, 15, às 8h30, no pátio do Palácio Perola do Mamoré, estiveram presentes a solenidade o vice prefeito Davino Serrath, a primeira dama Alessandra Cortez Noronha,  a secretária da (Semtas), professora  Lucila Socorro de Oliveira, representantes do Conselho Tutelar, e outras autoridades e convidados,  a solenidade também contou com a participação da banda de música do 6º BIS.

Além das informações repassadas sobre  o que significa o dia 18, também ouve apresentação de uma pequena peça teatral por alunos do município, mostrando o problema de uma maneira mais fácil de se entender, e ao mesmo tempo conscientizando a todos sobre a importância de denunciar em uma delegacia, Polícia Militar, Conselho Tutelar ou no disque 100.

A secretária Lucila Oliveira, ao falar sobre o dia 18, destacou que assim que assumiu a secretaria de ação social, o prefeito Cicero Alves de Noronha Filho, determinou que todos os programas que hoje estão funcionando sobre a coordenação da Semtas, que todos fossem vistos com maior carinho e destaque principalmente no mês que é fixado para que cada uma seja bem divulgado e lembrado. E podem ter certeza esse é um dos programas que sempre vamos está com toda equipe de prontidão para fazer com que ele sempre esteja em pleno funcionamento no município,  pois temos obrigação de contribuir com os órgãos fiscalizadores levando conhecimento e que os direitos das crianças e adolescentes sejam preservados e respeitados. A secretária Lucila ao encerrar a solenidade agradeceu ao prefeito Noronha, ao vice Davino Serrath, a primeira dama Alessandra Cortez, a banda do 6º BIS, aos presentes e a toda equipe que compõe toda estrutura da Semtas.

Por que 18 de maio?

Neste dia, em 1973, uma menina de 8 anos, de Vitória (ES), foi sequestrada, violentada e cruelmente assassinada. Seu corpo apareceu seis dias depois, carbonizado e os seus agressores nunca foram punidos.

Com a repercussão do caso, e forte mobilização do movimento em defesa dos direitos das crianças e adolescentes, 18 de maio foi instituído como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Desde então, esse se tornou o dia para que a população brasileira se una e se manifeste contra esse tipo de violência.

O que é violência sexual?

É a situação em que a criança ou o adolescente é usado para o prazer sexual de uma pessoa mais velha. Ou seja, qualquer ação de interesse sexual, consumado ou não.

É uma violação dos direitos sexuais das crianças e adolescentes, porque abusa ou explora do corpo e da sexualidade, seja pela força ou outra forma de coerção, ao envolver crianças e adolescentes em atividades sexuais impróprias à sua idade, ou ao seu desenvolvimento físico, psicológico e social.

Abuso x Exploração

A violência sexual pode ocorrer de duas formas distintas. Abuso sexual é qualquer forma de contato e interação sexual entre um adulto e uma criança ou adolescente, em que o adulto, que possui uma posição de autoridade ou poder, utiliza-se dessa condição para sua própria estimulação sexual, da criança ou adolescente, ou ainda de terceiros, podendo ocorrer com ou sem contato físico.

Já a exploração se caracteriza pela utilização sexual de crianças e adolescentes com a intenção de lucro, seja financeiro ou de qualquer outra espécie. São quatro formas em que ocorre a exploração sexual: em redes de prostituição, pornografia, redes de tráfico e turismo sexual.

Prevenção

A melhor maneira de se combater a violência sexual contra crianças e adolescentes é a prevenção. É necessário um trabalho informativo junto aos pais e responsáveis, a sensibilização da população em geral, e dos profissionais das áreas de educação e jurídica, com a identificação de crianças e adolescentes em situação de risco, e o acompanhamento da vítima e do agressor.

Denuncie

Além da prevenção, o combate a essa realidade exige que os casos sejam denunciados. Portanto, se souber de algum caso de violência sexual infantil, procure o conselho tutelar, delegacias especializadas, polícias militar, federal ou rodoviária e ligue para o Disque Denúncia Nacional, de número 100.

Você pode agir. Proteja nossas crianças e adolescentes. Faça bonito e disque 100.

Fonte: Assessoria de Comunicação

 CLIQUE NAS IMAGENS ABAIXO PARA AMPLIAR.


Essa Notícia foi Visualizada 309 vezes

Vídeos

Mais Notícias
Terça-feira, 21 de novembro de 2017 12:20:18
GRAVE ACIDENTE: Motociclista morre em grave colisão na BR - 364
Domingo, 19 de novembro de 2017 15:48:45
Trio em carro roubado foge da PM e um termina ferido
Domingo, 19 de novembro de 2017 15:43:27
Homem espanca ex-mulher por se negar ter relação sexual
Quinta-feira, 16 de novembro de 2017 18:52:49
DENÚNCIA: ​Bebê tem cabeça arrancada durante o parto
Quinta-feira, 16 de novembro de 2017 18:49:48
Comissão de Segurança Pública discute quartel de Nova Dimensão
Quarta-feira, 15 de novembro de 2017 17:39:48
HOMEM CONFESSA TER MATADO ESPOSA E JÁ ESTÁ SOLTO
Quarta-feira, 15 de novembro de 2017 17:32:07
FÚRIA: Suspeito espanca namorada, cunhado e tenta agredir PM
Terça-feira, 14 de novembro de 2017 17:50:33
CONVOCAÇÃO - TREINAMENTO NOTA FISCAL ELETRÔNICA
Terça-feira, 14 de novembro de 2017 17:36:38
DISCUSSÃO: Neta é presa após atacar avô a pauladas
Ver Lista Completa