Boa madrugada!
Guajará Mirim, RO
quarta-feira, 19 de dezembro de 2018 01:17:32
Notícias

Núcleo da Faixa de Fronteira de Rondônia define projetos para receber recursos federais – Guajará-Mirim será beneficiado.


Quinta-feira, 6 de dezembro de 2012 20:58:15


Projetos selecionados por membros do núcleo estadual da Faixa de Fronteira de Rondônia, visando integrar e desenvolver a região de fronteira do Estado, foram encaminhados ao Ministério da Integração Nacional (MI), na quarta-feira (5), pela coordenação do núcleo instalado na Secretaria de Estado do Planejamento e Coordenação Geral (Seplan). As propostas, escolhidas durante debate realizado no auditório da Associação de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), contemplam as áreas de Infraestrutura, Saúde, Educação e Desenvolvimento Social.

Foram encaminhados projetos que visam a Regularização Fundiária e Urbana dos 27 municípios fronteiriço de Rondônia, além da construção de espaços coletivos de integração de cultura e de três centros poliesportivos e da urbanização da orla urbana. Também estão entre os projetos, a pavimentação dos 130 km da BR- 425; implantação de duas escolas bi-nacionais em Guajará-Mirim e Costas Marques; construção de Porto para embarque e desembarque; e ampliação do aeroporto municipal, ambos no município de Guajará-Mirim.

O próximo passo será o alinhamento das propostas com os mais 10 estados de fronteira do Brasil, resultando em uma carteira de projetos de curto prazo, que receberão investimentos do governo federal, no âmbito do programa Brasil Fronteira. A sistematização desses projetos será apresentada durante a II reunião de Núcleos Estaduais, realizada no dia 11 de dezembro, em Tabatinga (AM). Na oportunidade o secretário de Estado do Planejamento e Coordenação Geral (Seplan), George Braga, e um dos coordenadores do núcleo estadual irão defender os projetos de Rondônia.

De acordo com George, para garantir a inserção dos projetos de Rondônia na carteira federal, foi observada a disponibilidade de recursos no orçamento de 2013 da união. “Não adiantaria priorizarmos um determinado projeto que não estivesse previsto na Lei Orçamentária da União, pois o objetivo é que estes projetos sejam implementados no período de sete anos”, explicou o secretário da Seplan.


Autor: Decom

 


Essa Notícia foi Visualizada 589 vezes

Vídeos

Mais Notícias
Terça-feira, 18 de dezembro de 2018 09:28:46
PM usa gás de pimenta para conter agente penitenciário que fugiu
Segunda-feira, 17 de dezembro de 2018 11:41:38
ANÁLISE DA SITUAÇÃO DA SAÚDE EM NOVA MAMORÉ
Segunda-feira, 17 de dezembro de 2018 11:36:15
CONCURSO DA PRF RECEBE INSCRIÇÕES ATÉ ESTA TERÇA-FEIRA
Sábado, 15 de dezembro de 2018 22:26:19
Homem morre afogado em piscina de residência
Ver Lista Completa