Boa tarde!
Guajará Mirim, RO
segunda-feira, 10 de agosto de 2020 14:24:21
Notícias

TRATAMENTO DESIGUAL MOSTRA A INDIFERENÇA DA ADMINISTRAÇÃO DE GUAJARÁ COM OS SERVIDORES DA SAÚDE


Domingo, 5 de julho de 2020 17:07:23


O município de Guajará-Mirim caminha na contramão das ações de combate à pandemia do coronavírus. Em praticamente todos os estados e municípios brasileiros, os administradores decidiram propor incentivos financeiros aos profissionais da área de saúde, pelo fato de que essas pessoas estão na chamada linha de frente da batalha. Em Guajará-Mirim, além da falta de equipamentos básicos para os profissionais, o município resolveu reduzir pela metade a gratificação por insalubridade, que era de 40% antes da pandemia e passou a ser de 20%, neste momento de intensas atividades e quando muitos profissionais já chegaram a ser infectados pela doença. Técnicos de Enfermagem, Enfermeiros e outros profissionais de saúde estão indignados com a decisão do prefeito.

Além da gratificação por insalubridade, os servidores do quadro da saúde estadual recebem 300 reais de incentivos, pela dedicação nos trabalhos de combate à pandemia. Esta gratificação foi apenas prometida pelo prefeito de Guajará-Mirim, mas até hoje nunca foi efetivada. Vale lembrar que, poucos dias atrás, o prefeito declarou, em uma reunião com os vereadores, que tinham dinheiro para fazer todas as ações possíveis na saúde que tivessem o objetivo de combater a doença. Os incentivos financeiros aos trabalhadores deste setor fazem parte das medidas de combate à covid-19, porque dão a eles um estímulo para enfrentar este perigoso inimigo invisível. Lamentável que em Guajará-Mirim, cidade de Rondônia com o maior número de mortes e casos, depois da capital, os servidores sejam tratados com descaso pelas autoridades municipais.

Na realidade, nem todos os profissionais são tratados com indiferença pelo prefeito, porque uma lei municipal foi criada em outras gestões para beneficiar os médicos, fisioterapeutas e outros profissionais de saúde considerados aliados políticos da administração. É possível que o prefeito imagine que sem os técnicos e enfermeiros pode oferecer atendimento à população. Em contato com nossa redação, os servidores que não foram contemplados com o benéfico estendido aos médicos disseram que não são contra a categoria, mas gostariam de ser tratados com respeito pela administração. Não precisa ser nenhum gênio para perceber que a lei criada para beneficiar apenas alguns profissionais tem caráter meramente político, como se os demais profissionais não estivessem expostos aos mesmos riscos e como se apenas médicos e fisioterapeutas fossem pais e mães de famílias.

 

Fonte: Guajará Noticias – João Teixeira DRT/RO 1052

 


Essa Notícia foi Visualizada 902 vezes

Vídeos

Mais Notícias
Quinta-feira, 6 de agosto de 2020 00:32:31
Preso apenado que raptou criança e cometeu crime de estupro
Quarta-feira, 5 de agosto de 2020 21:33:35
Mulher é encontrada morta em Porto Velho
Quarta-feira, 5 de agosto de 2020 17:49:21
NO DIA DOS PAIS O RONDONCAP VAI SORTEAR DUAS CAMIONETES
Quarta-feira, 5 de agosto de 2020 15:58:58
Celular roubado durante assalto era negociado pelo FACEBOOK
Quarta-feira, 5 de agosto de 2020 15:45:37
VILA PRUDENTE, UM EXCELENTE BAIRRO PARA MORAR
Domingo, 2 de agosto de 2020 23:28:35
Motociclista morre após se chocar contra árvore
Ver Lista Completa