Segunda, 17 de Janeiro de 2022
25°

Pancada de chuva

Guajará-Mirim - RO

Polícia AÇÃO POLICIAL

Servidor é preso no porto de Guajará, RO, por cobrar valores indevidos para entrada e saída de pessoas do Brasil

Segundo as investigações da PF, o homem se aproveitava do emprego para pedir dinheiro das vítimas alegando que a própria Polícia Federal cobrava multas para o registro migratório

31/12/2021 às 09h51
Por: João Teixeira Fonte: Sinpolro
Compartilhe:
Divulgação
Divulgação

Um servidor público foi preso em flagrante pela Polícia Federal nesta quarta-feira (29) suspeito do crime de corrupção passiva, ele atuava na região de fronteira em Guajará-Mirim (RO). Segundo a corporação, o suspeito cobrava valores indevidos para o registro de entrada e saída de pessoas do Brasil.

O homem, que não teve a identidade revelada, foi preso enquanto cobrava dinheiro de turistas no Porto Oficial de Guajará-Mirim. O celular dele também foi apreendido.

Segundo as investigações, o servidor se aproveitava de sua função pública para pedir dinheiro das vítimas alegando que a própria Polícia Federal cobrava multas para o registro migratório.

A PF comunicou que a população deve ficar atenta a esse tipo de golpe já que a Polícia Federal não solicita valores em espécie de migrantes e qualquer multa ou valores devidos à instituição devem ser pagos via boleto bancário em nome da PF.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.