Quarta, 25 de Maio de 2022
24°

Poucas nuvens

Guajará-Mirim - RO

Destaque NOTICIAS GERAIS

Lei proíbe que empresas de energia elétrica e água façam perícias unilaterais em RO

Na quarta-feira, 12, o Governo de Rondônia sancionou a Lei nº 5.271 que estabelece a proibição de realização de perícia unilateral de concessionárias,

16/01/2022 às 17h49
Por: João Teixeira Fonte: Sinpolro
Compartilhe:
Divulgação
Divulgação

Na quarta-feira, 12, o Governo de Rondônia sancionou a Lei nº 5.271 que estabelece a proibição de realização de perícia unilateral de concessionárias, empresas públicas ou privadas que prestam serviços essenciais à população, com fornecimento de energia elétrica e água no Estado.

O regulamento reforça a proibição de perícia unilateralmente feita por empresas ou concessionárias, com o objetivo de recuperar o consumo nas unidades consumidoras (residências ou estabelecimentos) por eventuais circunstâncias supostamente ilícitas.

Espera-se que eventuais problemas em medidores ou em outras situações, como desvio de energia e consumo não contabilizado, sejam apurados corretamente e tenha apresentação de ampla defesa ao consumidor, evitando o agravamento da situação. A regra está alinhada a jurisprudência do Supremo Tribunal de Justiça (STJ), que veda o corte de energia elétrica quando o ilícito for aferido apenas por concessionárias.

No caso do fornecimento de energia, a concessionária ou empresa deverá observar os direitos de contraditórios do consumidor. Constatado o não pagamento de débitos oriundos de fraudes (desvio ou consumo não contabilizado de energia) é feito o corte de serviço de energia ao consumidor.

O Governo do Estado reitera a proposta da Lei 5.271, informando o dever de toda concessionária disponibilizar não apenas os serviços, mas acompanhar ou fiscalizar adequadamente e periodicamente o sistema de controle deste consumo. A normativa passa a valer a partir de sua publicação, em todo âmbito rondoniense.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.