Sexta, 19 de Julho de 2024
15°C 33°C
Guajará-Mirim, RO
Publicidade

O OUTRO LADO: Dono de fazenda de Nova Mamoré–RO, conta sua versão sobre a Estrada de Ferro da Madeira Mamoré que foi destruída.

Por telefone, o empresário José Wirles Costa Varão contou sua versão.

05/02/2024 às 11h19 Atualizada em 05/02/2024 às 11h35
Por: João Teixeira Fonte: Fonte: Portal Diário de Rondônia.
Compartilhe:
Divulgação
Divulgação
Nesta sexta-feira (02), após vinculação de matéria sobre a estrada de ferro da Madeira Mamoré na cidade de Nova Mamoré–RO, o dono da fazenda, que não havia sido citado na reportagem, entrou em contato com a nossa equipe da redação, se identificou e pediu para ser também divulgada uma nova matéria, a qual relata sua versão sobre o fato.
 
Por telefone, o empresário José Wirles Costa Varão, contou sua versão.
 
"Estou entrando em contado para esclarecer os fatos, essa área em questão foi invadida por invasores sem terra a onde depedraram toda vegetação existente, mata ciliar e arrancaram os trilhos de trem. Porém, a maquina que estava perto fazendo outro serviço de cerca, eles acusaram essa maquina que é da propriedade da fazenda, que nunca foi arrancado nenhum trilho pelo proprietário da fazenda. Então, só esclarecer isso." esclareceu José Wirles.
 
"É que eu tenho todos os vídeos gravados também que eles arrancaram a estrada de ferro e que fizeram o desmatamento da mata ciliar e todas as ocorrências na Polícia Civil, Ambiental, Sedam, Ibama e Ministerio Público." Finalizou o empresário. 
 
Vídeos encaminhados por José Wirles, é possível ver ao fundo uma área da vegetação pegando fogo e um outro, mostra o desmatamento da mata em torno do rio Madeira. Veja!
                             
O Portal Diário de Rondônia obteve acesso aos registros de ocorrências e denúncias aos órgãos competentes feitas pelo empresário que relatam todo o conflito entre ele e várias pessoas que ocupavam a área em torno de sua propriedade desde o ano de 2020. Em uma delas, no ano de 2023, José Wirles fez várias declarações na Delegacia da Polícia Federal e Guajará-Mirim–RO. 
 
                             
 
Fotos também enviadas mostram como estava a área de mata ciliar antes da invasão e como ficou depois, segundo o empresário. 
 
                                               
                                 
 
Agora, o caso está nas mãos da justiça do Estado e do âmbito federal. 
 
     
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Guajará-Mirim, RO
22°
Tempo limpo

Mín. 15° Máx. 33°

22° Sensação
0.39km/h Vento
50% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
07h40 Nascer do sol
07h14 Pôr do sol
Sáb 36° 18°
Dom 38° 19°
Seg 38° 21°
Ter 39° 21°
Qua ° °
Atualizado às 22h29
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,54 -0,08%
Euro
R$ 6,04 -0,08%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,71%
Bitcoin
R$ 377,178,36 +0,55%
Ibovespa
127,652,06 pts -1.39%
Publicidade
Publicidade