Domingo, 16 de Junho de 2024
24°C 35°C
Guajará-Mirim, RO
Publicidade

Em Guayaramerín, Beni, polícia investiga a morte do segurança de uma garagem; brasileiro é suspeito do crime

A vítima estava enterrada no pátio.

27/05/2024 às 18h19 Atualizada em 29/05/2024 às 22h29
Por: João Teixeira Fonte: Fonte: Emerson Barbosa - News Rondônia
Compartilhe:
Divulgação
Divulgação

O desaparecimento do segurança David Guardia Manu, de 55 anos, provocou a atenção de familiares e a procura pela polícia andina. O homem era contratado de uma garagem de ônibus na cidade de Guayaramerín, cidade da Bolívia na divisa com a brasileira Guajará-Mirim, em Rondônia. Foi justamente a partir do local de trabalho da vítima que as diligências iniciaram.

        As roupas do guarda foram achadas em uma lata de lixo, o que despertou a suspeita dos investigadores. A polícia fez novas buscas, chegando até o brasileiro Adriano P.V., de 34 anos, que estava alojado na garagem. Para a polícia, o homem informou que descartou as peças de roupa porque “não tinham mais utilidade”.

As manchas de sangue nas vestimentas encontradas da vítima levantaram ainda mais a suspeita dos policiais, que começaram a vasculhar o imóvel. No pátio, havia terra removida e, ao ser escavada, levou à descoberta do corpo, confirmando o crime e o desaparecimento da vítima.

De acordo com informações do Jornal EL Deber, o desenrolar do crime aconteceu no domingo, dia 26, “depois que um grupo de pessoas entregou o brasileiro A.P.V. para a Força Especial de Combate ao Crime (Felcc) de Guayaramerín, com a acusação de ter assassinado o boliviano”.

Com as evidências e agora com o corpo encontrado, o brasileiro passou a ser tratado como o principal suspeito do homicídio. “O estrangeiro foi apreendido e será submetido a audiência de medidas cautelares, onde o Ministério Público solicitará a prisão preventiva à autoridade jurisdicional”, confirmaram as autoridades.

Na Bolívia, a procuradoria do departamento do Beni declarou que o Ministério Público passou a investigar o caso de homicídio em Guayaramerín. Pelos objetos investigados, tudo indica que o boliviano foi espancado com uma barra de ferro. Não foram informadas as circunstâncias do assassinato. Com informações do EL Deber.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Guajará-Mirim, RO
28°
Tempo limpo

Mín. 24° Máx. 35°

28° Sensação
0.83km/h Vento
47% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
07h37 Nascer do sol
07h07 Pôr do sol
Seg 37° 21°
Ter 36° 22°
Qua 36° 22°
Qui 35° 24°
Sex 38° 22°
Atualizado às 20h03
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,38 +0,00%
Euro
R$ 5,77 0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,63%
Bitcoin
R$ 377,853,08 +0,60%
Ibovespa
119,662,38 pts 0.08%
Publicidade
Publicidade