Sexta, 19 de Julho de 2024
15°C 33°C
Guajará-Mirim, RO
Publicidade

Dra. Taíssa busca informações sobre planos para enfrentamento da seca em Rondônia

Em resposta, os órgãos Sedam e Caerd enviaram suas medidas de prevenção e diminuição dos impactos do fenômeno El Niño.

18/06/2024 às 19h57
Por: João Teixeira Fonte: Fonte: Assessoria Parlamentar
Compartilhe:
Previsões para seca desse ano são alarmantes (Foto: Divulgação)
Previsões para seca desse ano são alarmantes (Foto: Divulgação)

Com previsões alarmantes de uma seca severa em Rondônia, a deputada estadual Dra. Taíssa (Podemos), busca desde o início do ano saber dos planos da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (Sedam) e órgãos relacionados, em Rondônia, para um possível enfrentamento de uma das maiores secas da história. A secretaria, em resposta aos requerimentos enviados pela parlamentar, informou sobre o Plano de Ação Estadual de Crise Hídrica e também da Sala de Situação. A deputada faz parte da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Assembleia Legislativa do Estado, e ressalta a importância de ações para minimizar os impactos do efeito climático.

De acordo com o Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam), o verão amazônico deste ano deve registrar recordes de seca e calor em Rondônia, e a situação dos rios do estado deve atingir um estado crítico, o que já mostra o monitoramento realizado pelo Comitê de Crise Hídrica da Sedam, onde de 10/6 a 17/6 deste ano, o nível do Rio Madeira atingiu 4,55 metros, e no mesmo período em 2023, o monitoramento registrou 8,39 metros. “Este ano poderá ter uma das maiores secas em Rondônia. Me preocupo pois quando há menos gado, menos ovo ou frango, os preços sobem e quem está em situação de vulnerabilidade pode não poder comprar o que comer”, expressa a parlamentar.

A deputada desde o início do ano, tem levado a pauta para a Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, na Assembleia Legislativa de Rondônia. Através do seu gabinete, protocolou alguns requerimentos à Sedam solicitando quais as medidas adotadas para mitigar os efeitos do El Niño, que é um fenômeno caracterizado pelo aquecimento anormal e persistente da superfície do Oceano Pacífico na linha do Equador. Em resposta, a Sedam informou que sobre o Comitê de Crise Hídrica, que contribui com ações para mitigação dos impactos causados pela seca, e sobre a Sala de Situação, que é o monitoramento mediante levantamento de dados que são disponibilizados para diversas instituições interessadas.

A resposta também relata sobre o Plano de Ação Estadual de Crise Hídrica que possui diversas ações para reduzir os impactos que podem ser gerados, como por exemplo o processo de conscientização populacional em torno do consumo consciente de água, evitando desperdício para que não haja falta de fornecimento de água nos meses de estiagem. A deputada Dra. Taíssa também buscou informações sobre os planos de ações da Companhia de Águas e Esgoto de Rondônia (Caerd), que enviou o Plano de Emergência e Contingência para Enfrentamento da Crise Hídrica 2024/2025, contendo as medidas adotadas para evitar o desabastecimento de água em desde municípios em risco baixo ao extremo.

 

Texto: Rosa Rodrigues I Assessoria parlamentar

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Guajará-Mirim, RO
22°
Tempo limpo

Mín. 15° Máx. 33°

22° Sensação
0.39km/h Vento
50% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
07h40 Nascer do sol
07h14 Pôr do sol
Sáb 36° 18°
Dom 38° 19°
Seg 38° 21°
Ter 39° 21°
Qua ° °
Atualizado às 22h29
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,54 -0,08%
Euro
R$ 6,04 -0,08%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,71%
Bitcoin
R$ 376,929,44 +0,48%
Ibovespa
127,652,06 pts -1.39%
Publicidade
Publicidade