Quinta, 23 de Setembro de 2021
28°

Alguma nebulosidade

Guajará-Mirim - RO

Justiça Justiça

Justiça mantém superintendente do SEBRAE afastado do cargo e proibido de entrar no órgão

03/02/2014 às 11h05
Por: João Teixeira
Compartilhe:
Justiça mantém superintendente do SEBRAE afastado do cargo e proibido de entrar no órgão
Em seu despacho publicado no Diário da Justiça desta segunda-feira, 3 de janeiro de 2014, a juíza Sandra A. Silvestre de Frias Torres, convocada para compor a Corte Estadual de Justiça, negou a liminar em habeas corpus, na qual Pedro Teixeira Chaves pediu a revogação do afastamento do cargo de Superintendente do SEBRAE/RO, bem como a proibição de sua entrada naquele órgão. O paciente foi preso durante a "Operação Feudo", que tem por objetivo apurar supostos crimes de fraudes de contratações, licitações e desvio de verbas. As medidas cautelares foram impostas pelo Juízo de Direito da 1ª Vara Criminal da Comarca de Porto Velho.

Na liminar, os advogados disseram que a única prova trazida pelo Ministério Público é um relatório de uma auditoria realizada pela Controladoria Regional da União. A defesa alegou também que o SEBRAE Nacional realiza periodicamente auditoria em todo Brasil, sendo que o SEBRAE/RO foi auditado pela empresa KPMG Auditores Independentes, e que as contas estariam aprovadas, conforme relatório. Além de, decorridos exatos cinquenta dias da decretação das medidas, o Ministério Público sequer apresentou qualquer denúncia perante o Juízo.

Segundo a magistrada, o habeas corpus é o remédio constitucional que tem por finalidade evitar ou fazer cessar a violência ou coação à liberdade de locomoção, decorrente de ilegalidade ou abuso de poder (art. 5º, LXVIII, CF/88). "Pela via estreita do HC não se examina provas, para verificação da inocência ou não do acusado, mas tão só a questão da presença ou não dos pressupostos da medida cautelar. Nesse contexto, pelo menos em juízo de cognição sumária, o caso noticiado nos autos não se enquadra nas hipóteses excepcionais passíveis de deferimento do pedido em caráter de urgência, por não se verificar situação configuradora de abuso de poder ou de manifesta ilegalidade".



Fonte: Ascom - TJ/RO - Imagem: Alerta Noticias

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Guajará-Mirim - RO Atualizado às 11h04 - Fonte: ClimaTempo
28°
Alguma nebulosidade

Mín. 23° Máx. 32°

Sex 29°C 23°C
Sáb 30°C 22°C
Dom 32°C 23°C
Seg 32°C 23°C
Ter 36°C 23°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Anúncio
Anúncio
Anúncio