Quinta, 23 de Setembro de 2021
28°

Alguma nebulosidade

Guajará-Mirim - RO

Justiça Órgãos

Órgãos do judiciário fazem inspeção em presídio de Guajará-Mirim, RO

26/02/2014 às 22h01
Por: João Teixeira
Compartilhe:

Nesta quarta-feira (26) uma inspeção dos órgãos do judiciário de Rondônia foi realizada na Casa de Detenção em Guajará-Mirim (RO). Durante a inspeção a comissão colheulista com os pedidos dos detentos. Em um mês as respostas devem ser dadas e novas reivindicações coletadas. Dependendo do caso, o processo já tem andamento na hora.

A principal queixa dos presos é a alimentação, segundo a comissão. Os apenados reclamam da má qualidade da comida que chega até eles e solicitam maior tempo no “abertão”, sistema que os presos ficam em uma área aberta por mais tempo. “A comida é pouca, não tem colchão nem higiene. Somos 12 numa cela para 10. A gente ta reivindicando o ‘abertão’, pra abrir as celas todos os dias como os outros pavilhões, reclama Nildair Correia, preso desde dezembro de 2013 por roubo e tráfico de drogas, com pena de sete anos.

Paulo Farfan, diretor do presídio, conta que o local tem capacidade para receber 184 detentos e está com 210. A maioria está encarcerada por tráfico, roubo e quebra de regime semiaberto. “Essas visitas são importantes para não ter presos com penas vencidas. Isso evita superlotação do presídio”, explica.

O juiz criminal Bruno Darwich Bruno afirma que as visitas são fundamentais para o sistema judiciário, pois conseguem avaliar a situação dos presos, atualizar dados da pena para envio das informações para o Conselho Nacional de Justiça e Corregedoria Geral de Justiça. “O objetivo é averiguar as condições do cárcere em maneira geral, mas sabemos das fragilidades que existem”, disse o juiz.

Na segunda etapa da inspeção, são verificados os benefícios que não foram cedidos e uma ata conjunta é feita para abastecer o sistema do CNJ e da Corregedoria Geral de Justiça. “As condições do sistema carcerário são péssimas, não só por falta de segurança e outras mazelas, mas também o estado é muito carente em projetos de ressocialização”, explica o juiz.

 

 

 

Fonte: G1/RO

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Guajará-Mirim - RO Atualizado às 11h04 - Fonte: ClimaTempo
28°
Alguma nebulosidade

Mín. 23° Máx. 32°

Sex 29°C 23°C
Sáb 30°C 22°C
Dom 32°C 23°C
Seg 32°C 23°C
Ter 36°C 23°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Anúncio
Anúncio
Anúncio